PUBLICADO EM 05/04/2018

Desventuras em Série -Season 2

 

Desventuras em Série -Season 2

A segunda temporada de Desventuras em Série começa exatamente onde a primeira nos deixou, com os órfãos Violet, Klaus e Sunny Baudelaire (Malina Weissman, Louis Hynes e Presley Smith respectivamente) chegando a  Escola Preparatória Prufrock com a esperança de ter deixado Conde Olaf (Neil Patrick Harris) para trás e ter um pouco de paz em suas vidas. Ledo engano. Este primeiro arco de dois episódios adapta o quinto livro (Inferno no Colégio Interno) da série escrita por Daniel Handler  sob o pseudônimo de Lemony Snicket, que também é um personagem, sendo o narrador destas desventuras.

Ainda seguindo mesmo padrão dos arcos anteriores onde os órfãos chegam num novo lugar bizarro, com adultos extremamente estranhos e incapazes de cuidar das crianças prodígio e sendo facilmente enganados por disfarces caricatos, este arco ganha força pela adição de novos personagens: os Trigêmeos Quagmire (Duncan (Dylan Kingwell) e Isadora (Avi Lake), o terceiro irmão Quigley morreu no incêndio que também os deixou órfãos), a bibliotecária Olivia Caliban (Sara Rue), uma adulta minimamente sensata disposta a ajudar os órfãos e até mesmo a insuportável Carmelita Spats (Kitana Turnbull) tem seu valor ao criar inimizade com os protagonistas e gerar boas cenas de comédia.

Baudelaire e Quagmire unidos

Ao final deste arco a trama começa a ficar um pouco mais coesa, o final deste arco gera consequências maiores para o que vem a seguir e o mistério sobre o incêndio da morte dos pais dos órfãos vai ficando mais interessante. O desenvolvimento da organização secreta CSC em paralelo com a saga das crianças  deixa a série mais dinâmica e instigante em comparação aos livros, que demoram a desenvolver este pano de fundo misterioso. Isso se deve a inserção de Jacques Snicket (Nathan Fillion), voluntário da organização  CSC e irmão de Lemony Snicket (Patrick Warburton) que tem mais participação na história além de ser apenas um narrador.

O segundo arco, O Elevador Ersatz, leva nossos desafortunados heróis para a alta sociedade, onde a maior preocupação é com as aparências.  A pequena reviravolta no final com a personagem Esmé Squalor (Lucy Punch) tornam as coisas um pouco mais interessantes.

A Cidade Sinistra dos Corvos vem a seguir nos levando para uma cidadezinha do interior onde os órfãos ficam sob a tutela  de todos os adultos da cidade, teoricamente muito mais seguros do que nunca estiveram com tantos olhos  para cuidar deles. Mas a série não seria ela mesma se fatos absurdos não acontecessem, ainda mais num cenário tão peculiar que nos remete ao velho oeste.

A partir de O Hospital Hostil, as crianças finalmente deixam de contar com a ajuda dos adultos inúteis que a cercavam e estão por conta própria. Este arco tem elementos de terror muito bem trabalhados, dado o ambiente sugestivo para o tema.

Conde Olaf e sua trupe no Hospital Hostil

Esta temporada fecha com o arco O Espetáculo Carnívoro, onde os jovens usam da maior artimanha de Conde Olaf para tentar escapar: os disfarces. Neil Patrick Harris parece bem mais a vontade neste segundo ano da série, tendo deixado a dúvida e o estigma da primeira versão de Conde Olaf interpretada por Jim Carrey no filme de 2004, ele se solta mais e o aprofundamento da trama e os mistérios que envolvem seu personagem o ajudam a deixa-lo mais interessante e não apenas um cara que vai do patético ao vilanesco em poucos segundos.

No geral o ritmo da série melhora, a trama fica mais interessante, a adição de personagens novos melhora a dinâmica entre eles. É importante lembrar que a série é voltada para um público infanto juvenil (embora nunca subestime esse público, vide o final trágico de alguns personagens), então a estética caricata dos cenários, personagens e situações é plenamente aceitável e graças aos elementos sitados anteriormente os adultos também vão poder aproveitar sem maiores problemas.

A segunda temporada estreou dia 30 de março na Netflix.

Nós estamos no Facebook e você também pode nos achar no Instagram, curta as páginas e fique por dentro do UNIVERSO REVERSO.

 

  4

 

SOBRE O AUTOR

vinicius Lunas

Um rapaz simples de gosto requintado (ou não). Curto de tudo um pouco (cinema, tv, games, hq, música), bom em particularmente nada. Formado recentemente em Letras pela Universidade de São Paulo, mas desde os 14 anos formando um bom gosto musical.

 

 


RELACIONADOS