PUBLICADO EM 22/01/2019

Roma

 

Roma

Roma é o bairro da Cidade do México onde a empregada doméstica Cleo (Yalitza Aparicio) , trabalha e mora, ajudando a cuidar dos filhos do casal Sofia (Marina de Tavira) e Antônio (Fernando Grediaga), no inicio da década de 70.

O filme roteirizado e dirigido por Alfonso Cuarón pode ser considerado uma epopeia da vida cotidiana. Logo na cena de inicio temos uma longa tomada da água que é usada para lavar o quintal, indo e voltando, ecoando as ondas do mar, como uma grande repetição, tal qual a vida cotidiana. Acordar, fazer café, acordar as crianças, arrumar a casa, etc.

O filme ganha corpo em seus detalhes, por exemplo: pouco sabemos sobre Antônio, mas basta a cena dele entrando cuidadosamente na garagem para não aranhar a lataria do carro com a contraposição da relação dele com sua família para entendermos o personagem.

Este é trabalho de estreia de Yalitza Aparicio, que entrega uma atuação firme e introspectiva. Vemos a delicadeza como ela interage com as crianças e a dificuldade em tratar com uma médica, ou por vezes sua patroa.

Cuarón filmou tudo em preto e branco, uma escolha minimalista, já que cores seriam uma mera distração ao conteúdo. Seus planos são milimetricamente pensados, com um movimento de câmera ele faz praticamente um 360 na casa, onde vemos uma relação familiar em crise.

O drama da matriarca da família se entrelaça com o drama pessoal de Cleo, o que levanta a discussão da presença (ou ausência) da figura masculina no núcleo familiar.

Duas cenas no final do filme são extremamente angustiantes, Cuarón manipula o telespectador de tal forma que ficamos absortos ao que se passa na tela, principalmente na cena da praia. Novamente uma simples movimentação da câmera indo cada vez mais em direção ao mar com o forte barulho das ondas constrói um cenário de tensão minimalista, além de fazer uma paralelo com a cena de abertura.

Roma da um passo além para os filmes feitos para serviços de streaming como a Netflix, e tem chances reais de levar alguma estatueta do Oscar pra casa.

Nós estamos no Facebook e você também pode nos achar no Instagram, e Twitter, curta as páginas e fique por dentro do UNIVERSO REVERSO.

 

  5

 

SOBRE O AUTOR

vinicius Lunas

Um rapaz simples de gosto requintado (ou não). Curto de tudo um pouco (cinema, tv, games, hq, música), bom em particularmente nada. Formado recentemente em Letras pela Universidade de São Paulo, mas desde os 14 anos formando um bom gosto musical.

 

 


RELACIONADOS